🤹 YouTube vai inserir anúncios em seus vídeos e você não será pago por isso

O YouTube, a maior plataforma de vídeos do planeta, atualizou os seus termos. No entanto, a mudança pegou alguns canais de surpresa, especialmente aqueles que não fazem parte do programa de parcerias, o YPP. Como sabemos o YouTube requer de seus criadores de conteúdo alguns requisitos mínimos.

No entanto, alguns criadores de conteúdo para YouTube que ainda não alcançaram os requisitos estavam felizes quando descobriram a verdade. Na última semana o YouTube atualizou os seus termos e assim veio uma atualização que permite ao YouTube inserir vídeos em qualquer canal.

Sim, você não leu errado. O YouTube começou a inserir anúncios em vídeos criados por usuários não membros do Programa de Parcerias, o YPP, e os criadores de conteúdo não vão receber nada por isso.

Por tanto, a atualização de seus Termos de Serviços decreta a decisão de lançar publicidade em vídeos “seguros para a marca”. E, por sua vez, ainda que estes vídeos sejam exibidos em canais não elegíveis ao programa de parceria, os critérios para monetização não serão alterados.

Desta forma, o Programa de Parceria do YouTube, permanece requerendo 1.000 assinantes, 4.000 horas de exibição nos últimos 12 meses para que recebam alguma remuneração por isso. Neste momento a mudança já está ativa e funcional em canais dos Estados Unidos.

Mas não acabou, o mundo inteiro deve receber a implementação destes anúncios gratuitos para o criador mas lucrativo para YouTube já no começo do próximo ano. Outras alterações aos Termos de Serviço incluem agora tratar todos os pagamentos de receita feitos como royalties de uma perspectiva de impostos dos EUA e deixar explicitamente claro que os usuários não têm permissão para “coletar ou colher qualquer informação que possa identificar uma pessoa (por exemplo, nomes de usuário), a menos que seja permitido por essa pessoa”.

Então, se por ventura nos próximos dias você identificar anúncios em seu canal do YouTube, isso não quer dizer que você foi aprovado do nada, apenas o YouTube resolveu ganhar um “dinheirinho” em cima dos seus vídeos. Para quem já monetiza, ou quem desativou os anúncios, não sabemos se algo irá mudar, até o momento o termo atinge apenas os pequenos canais que não alcançaram os requerimentos mínimos para participar do programa.

Fonte: SempreUPdate


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...