Windows 10 receberá duas atualizações por ano, revela documento
Muita gente ainda não entende como funciona o período de atualizações do Windows 10, embora a ideia básica seja a mesma desde o início: as primeiras versões são testadas pelos Insiders, alguns usuários mais comuns também têm acesso a versões mais estáveis e, ao fim dos testes, a empresa libera o update para todos.

Mas agora com um slide oficial retirado do evento WinHEC, a Microsoft tenta explicar como o serviço de atualizações para o Windows 10 funciona com os seus prazos de frequência. No slide, a empresa cita que o plano natural é atualizar o Windows 10 para todo mundo a cada seis meses, ou seja, duas vezes por ano nós teremos uma nova versão do sistema.
 
Assim como já acontece (e como já citamos no início deste artigo), cada nova atualização do Windows 10 será testada com a ajuda dos participantes do programa Windows Insider durante um período de seis meses, e em seguida será liberado para um primeiro grupo de usuários para validação e preparação. Esta segunda etapa pode durar até quatro meses e é seguida da liberação final para todos os usuários, coisa que acontece em ondas.
 
Sendo assim, o processo de atualização do Windows 10 naturalmente estará disponível para os usuários do Insider durante o período de testes, e nos próximos outros seis meses eles testarão a próxima atualização da plataforma enquanto os outros usuários começam a atualizar seus dispositivos com a atualização liberada inicialmente.
 
É preciso ter em mente, porém, que o prazo de atualização gratuita para o Windows 10 será encerrado em 29 de julho. Após a data, os usuários precisarão comprar uma licença oficial da Microsoft para atualizar dispositivos antigos – e a mesma pode chegar a custar até R$ 810.

Fonte: Tudocelular 


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...