Vulkan! É assim que o Google vai melhorar a qualidade dos jogos no Android
Entre as novidades mais esperadas para a próxima grande atualização do Android, está a compatibilidade do sistema com a API Vulkan. Mas o que isso vai trazer de bom para nós usuários? Fui atrás desta resposta e tudo o que você precisa saber é que isso pode dar um salto de qualidade no desempenho gráfico dos smartphones. Em outras palavras, jogar no celular será muito mais legal!

O que é a Vulkan?
A Vulkan é uma API gráfica open source desenvolvida sobre o guarda-chuva do grupo Khronos e que conta com apoio de diversas empresas de peso, como AMD, Valve, Nvidia, Intel e Qualcomm.
 
Sua biblioteca básica de códigos é herdada de outra API, a Mantle, cedida pela AMD para acelerar o processo de desenvolvimento. A Vulkan é feita para complementar tecnologias já existentes como o OpenGL e OpenGL ES.
 
O objetivo é que em um futuro próximo a Vulkan se torne padrão para a criação de soluções gráficas em 3D, tanto em PC quanto em dispositivos mobile.
 
Os principais concorrentes são o Directx 12, desenvolvido pela Microsoft para Windows e Windows Mobile, e o Metal, desenvolvido pela Apple para iOS e OS X. Uma das vantagens da Vulkan é ser multiplataforma, permitindo integração com diferentes sistema operacionais e variados modelos de hardware.
 
Compatibilidade 
A API é compatível com GPU Adreno 400 ou superior, Nvidia Tegra K1 ou superior,  Mali 600 ou superior  e PowerVR 6 Series ou superior. Entre os sistemas operacionais estão  Android, Tizen,  Windows, SteamOS e Linux.
 
Como a Vulkan funciona?
As APIs gráficas funcionam como uma ponte de comunicação entre o software e a camada mais baixa do dispositivo (CPU, GPU e RAM). Quanto melhor otimizada essa comunicação, mais o aplicativo ou game rodará sem engasgos e os gráficos serão mais fluidos – sempre de acordo com a capacidade do hardware, obviamente.
 
A API permite um desempenho melhor
No Android, até hoje, os desenvolvedores de apps com recursos em 3D são limitados a trabalhar com drivers que fazem a integração de forma automática com o hardware, limitando, assim, o processo de criação.
 
A Vulkan atua justamente na melhor integração do gráfico em 3D com o hardware do aparelho. Oferecendo um melhor gerenciamento de recursos, a API permite um desempenho melhor. Além, é claro, de exigir menos do hardware.
 
De acordo com o grupo Khronos, a Vulkan minimiza a sobrecarga de driver para gráficos e oferece um controle direto sobre a GPU. Outra grande vantagem é a capacidade de trabalhar a GPU em paralelo aos diferentes núcleos de CPU, evitando assim limitar o desempenho ou a capacidade de todo o sistema.
 
Quando a Vulkan chega e o que vai melhorar?
O resultado são gráficos rodando mais lisos, com uma exigência menor de configuração do aparelho. No vídeo de demonstração a diferença é gritante:
 
O anúncio de que o Android teria suporte a nova API foi feito em agosto do ano passado pelo Google. A expectativa era que ela fosse implementada no Android Marshmallow, mas até agora isso não ocorreu.
 
Provavelmente a novidade chegará apenas para o Android 7.0 N. O novo sistema operacional deve ser anunciado durante o Google I/O, que acontece em maio. No evento, também deveremos ver na prática a Vulkan rodando no Android.
 
Se você é desenvolvedor e quer testar a Vulkan, a empresa atualiza diariamente o repositório no GitHub.

Fonte: Tudo Celular 


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...