📶 Vivo confirma necessidade de estrutura 5 vezes maior para 5G

Não é novidade que aos poucos, as operadoras brasileiras já começam a se organizar para iniciar a implementação da rede 5G no país, tendo sido vistos os inícios de testes da TIM em três cidades e demonstrações realizadas pela Claro, Oi e Vivo, em antecipação ao leilão previsto para 2020.

Até então porém, pouco se sabia a respeito do quão oneroso seria a implementação da nova rede no país, algo que começou a se tornar mais claro graças à declarações feitas por Enylson Camolesi, diretor de Relações Institucionais e Assuntos Corporativos da Telefônica Vivo durante o 57 Encontro Tele.Sintese, da Momento Editorial.

Segundo ele, a implementação do 5G exigirá uma estrutura 5 vezes maior do que a atualmente instalada no país. Só para se ter uma noção, a estimativa mais recente é de que temos 90 mil antenas no país, sendo possivelmente necessário que se instale uma a cada quadra ou bairro.

”Se não houver uma harmonização, o país vai pagar com ineficiência da produtividade e vai pagar com a não implementação plena do 5G, que é uma tecnologia transformadora dos meios de produção. A legislação vê o setor como se estivéssemos há 15 anos, mas até o conceito das antenas mudou radicalmente, quando precisaremos instalar esses equipamentos em cada quadra ou bairro”

Já segundo Marcelo Mejias, diretor de Políticas Públicas da TIM Brasil, a estimativa é que o ingresso do 5G e a universalização da banda larga demandará investimentos na monta de 300 bilhões de reais, não sendo viável alavancar tal valor apenas com capital privado. Entre as possibilidades consideradas para a obtenção por parte das operadoras deste valor podem ser citados o uso dos recursos do Fust (Fundo de Universalização), BNDES e Anatel.

Fonte: Tudocelular


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...