Serpro termina migração de PCs para Ubuntu em abril
Até o final de abril, o Serpro etima que a maior parte das estações de trabalho do Serpro já estejam migradas para o Ubuntu 12.04. Restarão apenas estações com restrições para migração, especialmente devido à incompatibilidade de softwares legados ainda em uso. “Esses casos serão tratados pontualmente”, informa o analista da superintendência de operações na regional Salvador, Ney Senna.
Segundo ele, hoje, o Serpro possui mais de sete mil estações de trabalho com Ubuntu, sendo que mais de 25% já foram migradas para a versão 12.04. A decisão de usar o Ubuntu está ligada ao fato de o sistema operacional, baseado em open source, possuir versões para uso corporativo com suporte de longo tempo, chamadas LTS (sigla em inglês para suporte a longo prazo), que focam na estabilidade do sistema operacional.
 
O Linux, sistema operacional criado pelo finlandês Linus Torvalds, já é conhecido em todo o mundo. Ele está presente em dispositivos móveis e muitas vezes por trás de coisas que as pessoas nem suspeitam como, por exemplo, consoles de videogame. Mas é nos computadores pessoais que ele se mostra de forma mais clara, geralmente através de uma das diversas distribuições disponíveis.
 
Uma dessas distribuições é o Ubuntu. Criado pela Canonical, Ltd. e baseada na distribuição Debian, sua primeira versão data de outubro de 2004. No Serpro, a mesma é utilizada desde 2008, quando chegou a versão 8.04. “O Serpro adotou o Ubuntu em substituição ao Fedora, a distribuição utilizada anteriormente. Os principais motivos para adoção dessa distribuição foram a interface bem amigável e boa receptividade dos usuários”, conclui o analista.
Fonte: Assessoria do Serpro

Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...