Samsung prevê prejuízo de US$ 3,1 bi por retirar Galaxy Note 7 do mercado
A gigante sul-coreana Samsung Electronics estimou nesta sexta-feira (14) um prejuízo de 3,5 trilhões de wons (US$ 3,1 bilhões, ou R$ 9,85 bilhões) em seu lucro operacional nos próximos seis meses pela retirada do mercado do Galaxy Note 7, uma decisão tomada depois de vários aparelhos terem entrado em combustão.

O impacto sobre os resultados da empresa no quarto trimestre deste ano será de 2,5 trilhões de wons (US$ 2,2 bilhões, ou R$ 6,9 bilhões), segundo comunicado divulgado pela Samsung, que prevê o restante do prejuízo para os três primeiros meses do próximo ano.
 
Ontem, a companhia já tinha anunciado uma drástica revisão da previsão de lucro para o trimestre de julho a setembro, cujos resultados serão apresentados no final deste mês. A expectativa de crescimento de 5,5% foi substituída por uma queda de 29,63%.
 
A Samsung planeja normalizar sua atuação no mercado de celulares expandido as vendas de modelos como o Galaxy S7 e o Galaxy S7 Edge. Além disso, garantiu que introduzirá “mudanças significativas” nos processos de qualidade para “melhorar a segurança dos produtos”.
 
Na terça-feira, a companhia sul-coreana anunciou a decisão de interromper as vendas do Galaxy Note 7 e de encerrar definitivamente a produção do dispositivo após os vários casos de combustão espontânea provocadas por baterias defeituosas.
 
O aparelho começou a ser vendido no dia 19 de agosto, mas, no início de setembro, a Samsung precisou anunciar um grande recall após o registro de mais de 30 casos de explosões de vários países.
 
O recall que afetou cerca de 2,5 milhões de aparelhos, no entanto, não resolveu o problema. Vários celulares seguiram sofrendo com o superaquecimento das baterias, o que obrigou a empresa a retirar o produto do mercado.

Fonte: UOL Economia 


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...