Pulseira contra febre amarela é vendida na web e faz sucesso no Facebook, mas é ineficaz!!

Com o aumento no número de mortes causadas pela febre amarela, a população brasileiro está desesperadamente procurando formas de se prevenir contra a doença viral, causada pelo mosquito Aedes aegypti (também responsável por transmitir a dengue). A vacina oferecida gratuitamente na rede pública de saúde é a única maneira de se manter protegido. Ainda assim, internautas inocentes estão caindo em vários boatos e armadilhas a respeito do assunto.

A mais nova moda online, por exemplo, é a venda de pulseiras plásticas que, na teoria, têm o poder de afastar os pernilongos, impedindo eventuais picadas. Custando cerca de R$ 15 a unidade, esses adereços são amplamente oferecidos em grupos abertos em versões para adultos, crianças e até mesmo recém-nascidos; também é fácil encontrá-los em sites como o Mercado Livre. Na teoria, a validade de cada pulseirinha varia de dois a três meses de uso diário, sendo necessário substitui-las após esse período.

Acontece que é errado anunciar tais produtos como repelentes eficazes do Aedes aegypti. Na verdade, o acessório simplesmente contém uma cápsula de citronela, uma substância aromática que, embora tenha sim o poder comprovado de afastar alguns insetos, não possui efeito comprovado na prevenção da febre amarela, zika vírus, chikungunya ou dengue. Inclusive, em 2015, uma pesquisa científica do Journal of Insect Science provou que essas pulseiras não representam proteção alguma.

Qual é a origem de tais pulseiras?

A maioria das pulseiras de citronela têm origem asiática, sendo fabricadas por empresas chinesas, japonesas ou coreanas. A marca mais famosa, aliás, é a Bikit Guard, que lá fora oferece o mesmo produto em outros formatos (como colares e broches). Na Amazon, é possível encontrar diversos modelos que custam a partir de US$ 11 (cerca de R$ 34). Como você pode ver, os acessórios têm um forte apelo ao público infantil.

O uso de citronela e de outros repelentes não traz malefícios à saúde, mas tais substâncias jamais devem substituir os métodos tradicionais e comprovadamente eficazes de se prevenir contra a febre amarela. Fique de olho!

Fonte: Tudocelular

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM

Atendimento OnLine
Enviar...