Os preços do PlayStation Now estão ridiculamente altos
A partir desta quinta, você pode curtir no seu PlayStation 4 o aluguel por 90 dias de F1 2013, jogo que foi lançado para PS3, pela “pechincha” de US$ 49,99. É muito para você? Então que tal testar Nascar 14 por 90 dias por US$ 39,99? Ou Dirt 3 por US$ 26,99? Bom, se quiser, também tem Grid 2 por um preço mais aceitável, US$ 22,99 por 90 dias de jogo.

Não gosta de corrida? O que acha de um belo RPG? 90 dias de Deus Ex: Revolution sai por US$ 29,99, US$ 14,99 por 30 dias, US$ 6,99 por sete dias, ou US$ 4,99 por quatro horas. Mas se gostar de ação, tem também Metal Gear Solid 4 por US$ 14,99 por 90 dias, US$ 12,99 por 30 dias, US$ 7,99 por sete dias ou US$ 3,99 por quatro horas.
 
Se todos esses números te deixaram com dor de cabeça, você não está sozinho. O PlayStation Now – o serviço de streaming que permite que os jogadores aluguem títulos de PlayStation 3 – entrou em fase beta no PlayStation 4 nesta quinta (31) e traz aos donos do PlayStation 4 um mundo de fantasia em que a Sony acha aceitável cobrar mais de US$ 50 por 90 dias de aluguel de um jogo antigo.
 
No mês passado, quando a Sony anunciou os preços do PlaySation Now na fase beta fechada, eu chamei os preços de absurdos. Agora, as coisas não mudaram muito. O serviço, que oferece cento e poucos jogos de PS3 para streaming no PS4, é mais caro do que comprar os jogos em lojas normais nos Estados Unidos. Se formos falar de jogos usados, então, aí não tem nem comparação.
 
No começo da semana, quando tivemos a chance de conversar com Jack Buser, diretor do PlaySation Now, e com o chefe de negócios da Gaikai, Robert Stevenson, perguntei se eles planejavam diminuir os preços.
 
“Uma das coisas que ouvimos sobre isso foram algumas críticas sobre alguns preços, como você já sabe”, disse Buser. “Como resposta a isso, vamos introduzir jogos a partir de US$ 1,99 em breve. Nós esperamos que isso ofereça uma gama maior de escolhas para os usuários e incentivamos que quem está testando o serviço continue a nos contar suas experiências em todos os aspectos”, disse.
 
Durante nossa conversa, Buser enfatizou que a Sony está ouvindo os jogadores que estão testado o beta e vão tentar incorporar o máximo possível funcionalidades e correções de acordo com o feedback dos jogadores. O serviço está em fase beta, afinal. A Sony quer ouvir o que as pessoas querem.
 
Então aqui vai meu feedback: os jogos do PlaySation Now precisam ser mais baratos. Quem no mundo não vê problema na Sony querer cobrar US$ 14,99 por 30 dias de Final Fantasy XIII-2 se ele custa isso nas lojas nos Estados Unidos?
 
O novo serviço da Sony ainda não nem saiu da fase beta e já parece obsoleto. Nós vivemos em um mundo dominado pelos serviços de streaming, como o Netflix, que oferece uma mensalidade por acesso ilimitado ao conteúdo. Esse é o modelo de serviço que as pessoas querem. Até a EA sabe disso, mesmo que a Sony não pense assim.
 
A Sony já sabe que os usuários querem que ela adote uma abordagem no estilo Netflix e cobre um preço de mensalidade, mas eles não veem isso como uma opção rentável. “Nós estamos pensando nas assinaturas como um complemento das ofertas de aluguel”, me disse Buser. “Acreditamos que as duas opções dão aos usuários liberdade para descobrir e jogar jogos que antes não podiam”, completou.
 
Só não ficou claro como serão as assinaturas e Buser não entrou em detalhes. Mas se não são algo como “aluguéis ilimitados por um preço razoável por mês”, eu não vejo como seria um bom negócio para os jogadores. Nós estamos falando de jogos antigos, não os mais novos lançamentos que custam US$ 59,99 nos Estados Unidos.
 
Há dois anos, a Sony ajudou a afundar o Vita ao cobrar muito caro pelos cartões de memória. A história está se repetindo com o PlayStation Now, já que as pessoas por trás do serviço continuam a preferir ganhar dinheiro de qualquer jeito a respeitar o investimento dos consumidores. Isso é uma vergonha.
 
Do jeito que estão, os preços do PlayStation Now são simplesmente inaceitáveis, o que é muito ruim, já que o poderoso PS4 poderia, na teoria, ser uma ótima máquina para os fãs de jogos antigos. A Sony perdeu uma grande oportunidade de bater a Nintendo no que a empresa tem de melhor e oferecer uma versão virtual de console com todos os jogos das duas últimas décadas para PlayStation, de Final Fantasy VII a Uncharted 2.
 
E sim, a falta de habilidade da Sony de fazer os jogos de PS1 e PS2 funcionarem no PS4 também é uma vergonha, especialmente hoje em dia, com todos desesperados pelos jogos que foram adiados para o ano que vem.
 
Quero dizer, imagine um grande buffet de jogos para PlayStation das três últimas gerações, que podem ser jogados à vontade por apenas US$ 20 ao mês. Talvez você possa pegar apenas alguns jogos por vez, ou talvez tenha de escolher alguns por mês, mas em vez de pagar preços absurdos por eles, pague um valor justo para jogar o quanto quiser.

Fonte: Kataku Brasil 


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...