Jogar videogames pode ajudar idosos a melhorar suas habilidades mentais

Uma pesquisa realizada pela Universidade da California constatou que jogar videogames pode ajudar idosos a melhorar suas habilidades mentais.

Voluntários entre 60 e 85 anos tiveram melhorias nas habilidades multitarefa, e também em manter o foco em alguma atividade entediante. Além disso, também houveram melhorias na memória de curto prazo.

O estudo foi conduzido pelo doutor Adam Gazzaley, e contou com apenas com 16 voluntários, que foram observados jogando apenas um game específico, criado especialmente para o experimento. Ele e outros especialistas afirmaram que será necessário fazer estudos maiores para avaliar s eo jogo realmente pode ajudar as pessoas no dia-a-dia.

O estudo é o mais recente a indicar que as pessoas podem manter o potencial cerebral à medida que envelhecem, por meio de atividades mentais. Ainda que existam jogos de “treinamento cerebral” no mercado, Gazzaley afirma que os resultados da pesquisa não provam que qualquer game ajude na performance mental.

O game criado para o estudo chama-se NeuroRacer, e consiste em fazer duas coisas ao mesmo tempo. O jogador utiliza um controle para guiar um carro em uma estrada com muitas curvas. Ao mesmo tempo, vários sinais coloridos aparecem na tela, e o jogador deve apertar um botão cada vez que um tipo específico de sinal aparece. De acordo com a rapidez e precisão com que os sinais são registrados, os jogadores ganham pontos. De acordo com o progresso do jogador, o game vai ficando mais difícil, de forma que a atividade sempre seja desafiadora.

Em um experimento anterior, feito com 174 voluntários entre 20 e 79 anos, os pesquisadores constataram que, quanto mais velhas as pessoas ficam, maior é a interferência nas reações aos sinais apresentados.

Contudo, na verificação feita pelo grupo de Gazzaley, 14 participantes que jogaram o game por um total de 12 horas, ao longo do mês, tiveram uma melhora, que consiste basicamente na redução das interferências nas reações. Esses progressos ainda eram visíveis mesmo depois que se passaram seis meses desde que os participantes deixaram de jogar o game.

Os cientistas também constataram que houveram mudanças na atividade das ondas cerebrais relacionadas com a forma de como a melhora persistiu ao longo de seis meses, assim como o desempenho em testes de atenção para tarefas entediantes.

Um grupo de neurocientistas, que não estavam ligados ao estudo, disseram que pesquisas anteriores mostraram que idosos podem melhorar as habilidades mentais se forem treinados. Contudo, segundo Elizabeth Zelinksi, professora de gerontologia e psicologia da Universidade do Sul da Califórnia, o treinamento anterior era tedioso.

Art Kramer, neurocientista da Universidade de Illinois em Urbana- Champaign, afirmou que o trabalho é um “primeiro passo promissor na direção de uma possível terapia”. Segundo ele, os cientistas ainda precisam demonstrar se os resultados vão funcionar com grandes grupos de voluntários.

Fonte: Código Fonte


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...