Governo da Alemanha alerta contra backdoor no Windows 8
Depois de a China ter banido o Windows 8 dos computadores de órgãos governamentais – como anunciado no início do ano depois que a Microsoft acabou com o suporte ao Windows XP – vem da Alemanha uma nova polêmica com o sistema operacional mais conhecido no planeta. Um relatório patrocinado pelo governo indicaria risco de backdoor no programa.
A conclusão estaria em um relatório com alerta para que agências públicas e mesmo empresas não usem o Windows 8. A alegação é de que seria possível explorar a vulnerabilidade para controlar computadores de forma remota. A notícia correu a partir de um site alemão, Zeit Online, que sugeriu que o governo da Alemanha via problemas no sistema operacional.
A preocupação do departamento de segurança da informação do governo da Alemanha seria com chips chamados de Trusted Platform Module, ou TPM, que armazenam chaves criptográficas utilizadas para verificação da integridade do sistema operacional e arquivos de aplicações – tendo como objetivo a prevenção a malwares ou rootkits.
Esses chips nasceram há cerca de uma década com uma coalizão de empresas de tecnologia – AMD, Cisco, HP, IBM, Intel, além da própria Microsoft – e exigem sistemas operacionais compatíveis para funcionar. Na prática, trata-se do armazenamento de chaves criptográficas no hardware até que os softwares precisem deles.
Daí que o departamento de segurança da informação tenha “explicado” que a preocupação é com o uso combinado do Windows 8 e o chip TPM pois poderia causar “perda do controle sobre o sistema operacional e o hardware utilizado”. Nesse sentido, computadores envolvidos com infraestruturas críticas – como água, eletricidade e gás – “podem enfrentar novos riscos”.

Fonte: Convergência Digital


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...