Google vai cobrar até US$ 40 para incluir Play Store e outros apps no Android na Europa

Depois de receber uma multa bilionária da União Europeia e ameaçar, o Google agora começa a estabelecer um preço para que fabricantes de smartphones usem seus aplicativos no Android. A medida vale apenas para o território europeu, mas mostra que o modelo de negócios da companhia está mudando.

Assim, de acordo com informações obtidas pelo The Verge, o preço pelos aplicativos da Google não sairá nada barato para as fabricantes. Isso porque para pré-instalar apps como Gmail, YouTube e a loja Play Store o pacote pode chegar a US$ 40 (~R$ 148).

Além disso, a gigante das buscas resolveu criar dois pacotes de aplicativos, sendo que o primeiro vem com Play Store, Gmail e YouTube. Já o segundo tem apenas o buscador e o navegador Google Chrome. O preço deve variar de acordo com a densidade de pixels na tela do aparelho.

Assim, de acordo com a Google, a ideia de ter um preço flutuante faz com que dispositivos mais baratos paguem menos por um dos seus pacotes essenciais. Por isso, apenas aparelhos topo de linha devem pagar o preço máximo de US$ 40 pelos apps.

Desta forma, smartphones com densidade entre 400 e 500 ppi pagam US$ 20 (~R$ 74), sendo que abaixo de 400 ppi o preço cai para US$ 10 (~R$ 37). Outro ponto importante é que essa taxa não é única e pode variar dependendo do país, sendo que esses preços só valem para Reino Unido, Suécia, Alemanha e Noruega..

Por isso, em economias mais fracas, o valor pode chegar ao mínimo de US$ 2,50 (~R$ 9,25) enquanto que no caso dos tablets o preço de US$ 20 (~R$ 74) será cobrado de todos os aparelhos. A Google ainda esclarece que esses valores só valem para a Europa, sendo que no resto do mundo o modelo de negócios atual será mantido.

Fonte: Tudocelular


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...