ūü™ô George Coxon fala sobre potencial da Nano como dinheiro digital

A diretora da Nano Foundation,¬†George Coxon, respondeu algumas perguntas √† revista mensal¬†Mosaic Magazine¬†do¬†Instituto Global de Tecnologia,¬†Zigurat, sobre a participa√ß√£o da Nano na economia global e seu potencial como dinheiro digital ‚Äď em uma edi√ß√£o especial sobre¬†blockchain.

Instituto Global de Tecnologia ‚Äď Zigurat

O ‚ÄúZigurat Global Institute of Technology‚ÄĚ √© um instituto educacional de tecnologia com sede em Barcelona, mas com atua√ß√£o tamb√©m em universidades de Bras√≠lia, Madri, Londres e Dubai; com mais de 20 anos no mercado de p√≥s-gradua√ß√£o e mestrado em tecnologia.

O instituto lan√ßou recentemente um novo programa de mestrado em ingl√™s com especializa√ß√£o em blockchain chamado¬†‚ÄúGlobal Master‚Äôs in Blockchain Technologies‚ÄĚ em parceria com 4 outras institui√ß√Ķes globais especializadas.

Entre elas, a¬†GBI ‚Äď Global Blockchain Initiative, com sede em Londres, da qual George Coxon √© membro do conselho.

George Coxon, Nano Foundation e dinheiro digital

George Coxon √© diretora da Nano Foundation, funda√ß√£o cujo objetivo √© liderar o projeto e colaborar com o desenvolvimento descentralizado do protocolo da¬†Nano¬†(XNO)¬†‚Äď de c√≥digo aberto -, bem como trabalhar em prol da ado√ß√£o do protocolo como dinheiro digital global.

Coxon tamb√©m √© diretora da empresa Appia de integra√ß√Ķes de pagamentos digitais com foco em descentraliza√ß√£o e privacidade.

Tradução da entrevista para a Mosaic Magazine

A reprodução abaixo é uma tradução na íntegra da entrevista realizada pela revista mensal do Instituto Zigurat, com as perguntas (da revista) e respostas (de George).

P ‚Äď Nano √© provavelmente a solu√ß√£o para muitos problemas, mas especialmente para transa√ß√Ķes e pagamento digital. Por que voc√™ escolheu este desafio?

R ‚Äď Existem cinco bilh√Ķes de pessoas no mundo que n√£o possuem endere√ßo residencial e, portanto, n√£o t√™m acesso ao sistema banc√°rio que consideramos garantido aqui no mundo ocidental. Nano quer corrigir exatamente esse problema.

Através da nano cada pessoa no mundo pode ser seu próprio banco se tiverem um smartphone e uma conexão à internet. Estamos tentando democratizar a economia global para todos, de forma descentralizada, dando às pessoas, especialmente em mercados emergentes e economias emergentes, fácil acesso ao tão necessário dinheiro.

Nano √© atualmente o¬†dinheiro digital mais eficiente¬†com taxas zero, confirma√ß√Ķes de rede em 0,2 segundos em m√©dia e uma emiss√£o de carbono insignificante.

P ‚Äď Voc√™ acha que o mundo ocidental √© muito arrogante para adotar pagamentos em criptomoedas mais rapidamente e usar um melhor dinheiro digital, comparado a transa√ß√Ķes mais seguras?

R ‚Äď √Č tudo uma quest√£o de consertar um problema no mundo real e n√£o criar uma solu√ß√£o para um problema que n√£o existe. As criptomoedas foram projetadas:¬†‚Äúto bank the unbanked‚ÄĚ (para ser o banco de quem n√£o tem banco).

Eu acho que o universo de criptomoedas perdeu o rumo do propósito para o qual foi projetado e do que poderia alcançar em escala global, devolvendo poder às pessoas.

Nós transformamos o mercado neste faroeste especulativo e bagunçado onde a utilidade não está em foco, mas apenas os ganhos financeiros rápidos.

No entanto, isso é esperado quando, com pouca educação sobre o tema, o comércio de ativos é aberto pela primeira vez ao mundo todo, sem fronteiras.

Ainda assim, acredito que, at√© que uma tecnologia forne√ßa uma utilidade que supere os sistemas financeiros existentes,¬†seja com¬†velocidade, custo ou consumo de energia, n√£o h√° uso real para que ativos cripto sejam abra√ßados por bancos e institui√ß√Ķes financeiras tradicionais, exceto por um mercado especulativo, com maior risco.

Nano é uma ferramenta para ser usado como e quando você desejar usá-la.

No mundo ocidental, estamos mimados com diferentes alternativas para remessas financeiras e taxas competitivas. Nesse cenário, nano é mais uma opção a ser considerada.

J√° em mercados emergentes, nano √© uma necessidade. Corrigindo um problema do mundo real que √© a acessibilidade banc√°ria, taxas exorbitantes para remessas com grandes atrasos nas transa√ß√Ķes e riscos atrelados.

Ao ser uma¬†tecnologia √ļnica, nano¬†est√° aqui para ser usada globalmente da maneira que funcione melhor para cada um. Em todos os aspectos do que o dinheiro pode ser,¬†nano consegue ser melhor.

P ‚Äď Um argumento comum que sempre √© colocado na mesa √© que a alta volatilidade das criptomoedas √© um desafio no momento de realizar seu valor na proposi√ß√£o de utilidade pretendida ‚Äď como dinheiro. Qual √© a sua opini√£o sobre isso?

R ‚Äď Eu acho que √© muito relevante e importante dizer que¬†este √© apenas o come√ßo¬†do dinheiro digital. No entanto, todas as moedas s√£o vol√°teis.

Existem aquelas com grandes¬†oscila√ß√Ķes de¬†oferta¬†devido √†¬†pol√≠ticas monet√°rias; e outras com grandes oscila√ß√Ķes na demanda devido a uma baixa capitaliza√ß√£o de mercado; sendo ambas mais vol√°teis ‚Äď fiat e cripto respectivamente.

Já que a Nano tem um fornecimento fixo, fixando e limitando para sempre sua oferta monetária, a volatilidade decorrente da oferta é inexistente.

Restando apenas a necessidade de melhorar a demanda, através de um uso real mais amplo.

À medida que a utilidade das criptos venha para o primeiro plano e o mercado especulativo passe por uma queda nos próximos anos, será muito interessante ver quais moedas, tokens ou tecnologias vão sobreviver no longo prazo.

Acreditamos que essa utilidade est√° no cerne da longevidade.

No mundo ocidental, o mercado ainda depende de institui√ß√Ķes banc√°rias e servi√ßos terceiros para¬†custodiar ‚Äúnossas‚ÄĚ chaves privadas, destacando n√£o apenas que a quest√£o fundamental de realmente usar criptomoeda seja sua usabilidade, mas que esse mercado atual foi projetado para um mundo ocidental especulativo.

Ent√£o a quest√£o √©: para quem √© a utilidade? Se for para realmente¬†‚Äú to bank the unbanked‚Ä̬†revolucionando a economia global, ent√£o¬†a proposi√ß√£o de valor de mercado¬†muda completamente sobre o que √© hoje, refletindo na tecnologia que melhor entregue essa utilidade. No caso,¬†Nano¬†(XNO).

P ‚Äď Mas voc√™ acha que podemos colocar o sistema financeiro ‚Äúnas m√£os do povo‚ÄĚ com um dinheiro digital? Isso n√£o √© algo com que os governos podem se incomodar?

R ‚Äď N√≥s vemos a moeda como uma ferramenta para toda a humanidade, n√£o algo a ser dividido em regi√Ķes pol√≠ticas. O papel hist√≥rico predominante dos governos sobre as moedas divide-se em tr√™s categorias: anti-falsifica√ß√£o (protegida contra¬†gasto duplo), pol√≠ticas monet√°rias e¬†curso for√ßado.

Destas tr√™s, a √ļnica funcionalidade realmente necess√°ria para uma moeda √© ser anti-falsifica√ß√£o (resolvendo o gasto duplo). Enquanto essa tarefa √© extremamente dif√≠cil, envolvendo a pol√≠cia e o judici√°rio, para dinheiro em papel, ela √© resolvida facilmente com a¬†tecnologia da nano.

Já as políticas monetárias e o curso forçado são necessidades inerentemente políticas, que, infelizmente, muitas vezes vão contra os desejos dos indivíduos para o uso do dinheiro.

N√≥s acreditamos que, ao retirar o fator pol√≠tico da moeda, ela vai se tornar uma melhor medida econ√īmica de valor.

Existe uma grande diferença entre a transferência de valor de forma descentralizada, por uma vasta quantidade de pessoas ao redor do mundo, do que governos controlando políticas monetárias.

Um √≥timo exemplo de um governo falhando com suas pol√≠ticas monet√°rias e os efeitos colaterais sobre sua popula√ß√£o, foi o que ocorreu em 2016 na √ćndia.

O governo removeu duas notas do sistema de rupias equivalente a 86% da oferta do dinheiro no pa√≠s. A raz√£o para isso era para combater a ‚Äúcorrup√ß√£o‚ÄĚ no pa√≠s.

O governo ent√£o deu um prazo de 12 horas para que as pessoas entregassem estas notas e as trocassem por algo que pudesse ser utilizado.

Agora, quem isso realmente afetou n√£o foram aqueles em posi√ß√Ķes de poder devido √†¬† corrup√ß√£o, mas pessoas normais ‚Äď em √°reas de menor n√≠vel socioecon√īmico ‚Äď especialmente na √ćndia rural e especialmente mulheres que se casaram jovens ou foram apanhadas na armadilha de pr√°ticas abusivas em relacionamentos e n√£o t√™m direito sobre seu pr√≥prio dinheiro.

Essas pessoas tiveram que, fisicamente e pessoalmente, passar por filas nos bancos para trocar suas notas (isto √©, se √© que ao menos tenham sido notificadas sobre isso, j√° que estamos falando da √ćndia rural, onde pode haver muito pouca conectividade) que poderia significar uma senten√ßa de morte dependendo da cultura.

Agora‚Ķ¬†√Č a√≠ que uma moeda descentralizada se faz absolutamente necess√°ria.

Porque ninguém pode desligá-la ou descontinuá-la. Ninguém pode restringir acesso ao dinheiro, como vimos acontecer recentemente durante a pandemia do Covid-19.

Ao utilizar Nano (XNO), você tem a garantia deste direito em seu próprio smartphone (desde que tenha uma conexão com a internet), para gastar ou guardar seu dinheiro, da forma como preferir e quando preferir, 24 horas por dia, 7 dias por semana e 365 dias no ano.

E ainda falando sobre a pandemia ‚Ästexiste um grave problema de¬†impress√£o de dinheiro¬†‚Äď que foi potencializado nos √ļltimos dois anos ‚Äď onde 40% de toda oferta do D√≥lar americano foi posta em circula√ß√£o nos √ļltimos 12 meses ‚Äď pense sobre isso por um segundo.

No entanto, do outro lado da esfera de envolvimento governamental com o dinheiro, você tem El Salvador declarando Bitcoin (BTC) como curso forçado, o que é uma situação infeliz por muitos motivos.

Mesmo sendo uma rede monet√°ria descentralizada ‚Ästo bitcoin¬†n√£o se adequa¬†√† proposta de ser um¬†dinheiro digital¬†(com grandes atrasos nas transa√ß√Ķes, custos elevados e alto uso de recursos energ√©ticos) e carteiras custodiais ou outras solu√ß√Ķes complexas acabam com o prop√≥sito de um dinheiro digital acess√≠vel.

A infraestrutura colocada em pr√°tica pelo governo de El Salvador permite apenas transa√ß√Ķes loteadas que n√£o s√£o ‚Äúon-chain‚ÄĚ, com a solu√ß√£o mais divulgada sendo em segunda camada ‚Äď a lightning network ‚Äď ainda assim mantendo o limite de transa√ß√Ķes na rede do bitcoin em apenas 7 transa√ß√Ķes por segundo.

Al√©m disso, para o uso da¬†Lightning Network, ambos os lados da transa√ß√£o precisam estar online simultaneamente (a menos que se utilize um servi√ßo centralizado) durante a transfer√™ncia. Isso n√£o √© dinheiro digital ‚Äď especialmente em um pa√≠s onde em algumas √°reas n√£o haver√° uma conex√£o de internet boa e est√°vel.

Ent√£o mesmo que El Salvador esteja fazendo um movimento interessante em dire√ß√£o √† ado√ß√£o de dinheiro digital descentralizado que devolve poder √†s pessoas, os efeitos colaterais de uma mal entendimento sobre a apropria√ß√£o tecnol√≥gica para prop√≥sitos espec√≠ficos ‚Äď bitcoin para dinheiro do dia-a-dia -, est√° fazendo com que, nesse caso espec√≠fico, comerciantes mais pobres sejam obrigados a aceitar o bitcoin, mesmo sem estarem preparados para o fazer.

Fonte: https://cointimes.com.br/em-entrevista-george-coxon-fala-sobre-potencial-da-nano-como-dinheiro-digital/


Serviços
Coment√°rio(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...