General propõe parceria para criação de rede 4G para forças de segurança

Enquanto a Anatel não divulga um novo edital para o leilão de novas frequências para serem usadas na tecnologia 4G, a maioria das operadoras seguem debatendo como melhorar a disponibilidade do sinal no Brasil. Como sabemos, o Governo Federal tem como foco apenas regular o setor de telecomunicações.

No entanto, para o general do Exército, Antonino dos Santos Guerra Neto, o governo precisa investir na criação de uma rede 4G pública para ser usada pelas forças de segurança do país. Essa rede utilizaria a frequência 5+5 MHz na faixa de 700 MHz.

Com um cenário de corte de gastos feitos pela gestão de Michel Temer, Neto disse que a implementação dessa rede pode ser feita por meio de uma parceria público privada (PPP) ou em um esforço conjunto com a Telebrás.

No caso de uma parceria com uma empresa privada, Neto propõe que os militares concedam a sua faixa de espectro em troca de acesso à rede da companhia:

Nós conversamos com uma empresa que está interessada neste modelo de PPP. Uma operadora que não tem espectro de 700 MHz. Foi um bom diálogo. Não vejo dificuldades em oferecer isso à Anatel. E não enxergo problemas em conciliar outros serviços privados com esse uso.

Já em caso de uma parceria com a Telebrás, o general acredita que o governo pode seguir o modelo da FirstNet nos Estados Unidos:

A visão que existe hoje entre as diversas camadas do governo é de compartilhamento da frequência e da infraestrutura. No entanto, falta definir quem vai gerenciar essa rede. Não há coordenação entre Anatel, MCTIC, Defesa. Ninguém assume esse papel

A necessidade de criação de uma rede 4G pública também foi comentada pelo CEO da Motorola no Brasil, Elton Borgonovo. Ele chegou a ressaltar que o Brasil precisa de uma política pública para a tecnologia:

Existe uma demanda para criar compartilhamento de rede LTE. Por exemplo, se a polícia de SP pede licença para usar o LTE em 700 MHz, ela fica com a faixa daquela região. Se o Exército naquela mesma região pedir o mesmo, não terá espaço, pois está com a polícia

A intenção de se criar uma rede 4G para forças de segurança tem como objetivo melhorar a comunicação entre os órgãos do governo, uma vez que muitas forças de segurança ainda usam sistema de comunicação analógica (rádio).

Fonte: Tudocelular

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM