FCC define data para o fim da neutralidade da rede nos EUA

Todos sabemos que a FCC nos Estados Unidos decidiu recentemente dar um fim a neutralidade da rede no país. A informação, apesar de não ter sido uma surpresa, foi recebida com muitos protestos pelo país, sendo que ainda estão tentando derrubá-la no Congresso.

Agora, após diversos debates, a FCC marcou o dia 23 de abril como sendo a data na qual o fim da neutralidade de rede será oficializada nos Estados Unidos. De acordo com Ajit Pai, após esse dia, as provedoras de internet terão liberdade para estipular planos que cobrem pelo acesso a serviços como o Netflix, por exemplo.

Apesar de estar tudo caminhando rumo ao que deseja o governo de Donald Trump, uma coalizão de procuradores gerais de 22 estados e do distrito de Colúmbia ainda tentam buscar maneiras de barrar o fim da neutralidade processando a FCC.

Eric Schneiderman, procurador geral de Nova York, disse: A revogação da neutralidade da rede permitirá que os provedores de serviços de internet coloquem lucros corporativos sobre os consumidores controlando o que vemos, fazemos e dizemos on-line. Nós teremos evidências críticas de que práticas da indústria trarão danos para consumidores e empresas

Enquanto a FCC já começa a debater com as operadoras algumas regras que serão necessárias após o fim da neutralidade, o governo dos Estados Unidos ainda precisará dar o aval para que a medida comece a valer de fato.

No entanto, especialistas legislativos apontam que o Congresso ainda tem 60 dias para votar uma medida que pode barrar a iniciativa da FCC. Os senadores democratas estão buscando maneiras de convencer algum republicano para conseguir maioria e barrar o fim da neutralidade da rede.

Mesmo assim, a missão pode parecer ainda mais difícil levando em consideração que o partido não tem maioria na câmara dos deputados, sendo que ao fim do processo, o presidente Donald Trump pode vetar uma possível decisão do Congresso.

Com isso, vemos que a decisão da FCC, apesar de já ter recebido uma data para começar a valer, ainda está sendo alvo de muitos debates nos Estados Unidos. Desta forma, resta aguardar o desenrolar da história que ainda pode ganhar mais algumas reviravoltas no futuro.

Mesmo assim, alguns ativistas e empresas de tecnologia como a Google e o Facebook continuam a sua pressão sobre o governo para que não ocorra o fim da neutralidade. De acordo com alguns sites, é bem provável que a Alphabet comece a fazer lobby para que a decisão da FCC não entre em prática.

No entanto, tudo ainda não passa de rumores. Vale lembrar que, apesar da sanha por parte das operadoras brasileiras, o governo de Michel Temer se manifestou contrário a qualquer iniciativa que vise acabar com a neutralidade da rede no Brasil.

Fonte: Tudocelular

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM

Atendimento OnLine
Enviar...