Ex-funcionários da Google e Facebook contra o vício da tecnologia

A dependência das tecnologias e redes sociais já é um tema abordado há alguns anos, mas começa a ganhar força e destaque na sociedade, existindo já várias medidas de prevenção e consciencialização para o problema.

Recentemente ex-funcionários do Google e do Facebook, criaram uma organização para sensibilizar para o vício das tecnologias, sobretudo nos mais novos.

Praticamente todas as pessoas têm contato com a tecnologia e, através dela, já fazem várias tarefas que, antes, eram feitas manualmente.

Porém, existe uma ténue linha entre a utilização saudável e a utilização de uma forma dependente da tecnologia, quando o utilizador se sente incapaz de viver sem ela, sentindo-se ansioso quando não está ‘ligado’.

Para consciencializar e sensibilizar para este problema, sobretudo no que respeita à utilização excessiva por crianças, um grupo de ex-funcionários do Google e do Facebook, criou a organização Center for Humane Technology.

O principal objetivo da organização é sensibilizar para a utilização excessiva das crianças, através da divulgação de informações sobre os efeitos negativos da tecnologia, essencialmente das redes sociais.

Para isso, lançaram a campanha Truth About Tech, inspirada em campanhas antitabaco, em que a missão é desenvolver palestras em 55 mil escolas públicas de forma a alertar estudantes, pais e professores para o impacto negativo do uso excessivo da tecnologia, sensibilizando para as consequências que vão desde ansiedade a depressão.

Esta campanha recebeu um financiamento de 7 milhões de dólares do grupo Common Sense Media, que está a divulgar a iniciativa.

Por sua vez, a DirecTV e a Comcast vão contribuir com 50 milhões de dólares, fazendo publicidade e tempo de exposição gratuito para a campanha.

Em entrevista ao The New York Times, Tristan Harris, cofundador do CHT e ex-funcionário do Google, afirma:

Os maiores supercomputadores do mundo estão dentro de duas empresas — Google e Facebook — e para onde estamos a apontar? Para o cérebro das pessoas, das crianças.

Desta forma, o Centre for Humane Tecnology pretende ser uma ferramenta de informação e consciencialização para a utilização, não controlada e excessiva, das redes sociais pelas crianças.

Fonte: Pplware

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM

Atendimento OnLine
Enviar...