Estudantes protestam contra ‘inércia’ da Apple em relação ao crescente vício pelo iPhone

O vício por smartphones é algo que, aos poucos, começa a preocupar cada vez mais pessoas ao redor do mundo – inclusive, o criador do próprio iPhone.

Os dispositivos servem como porta de acesso às redes sociais, que são, na verdade, o núcleo de todo o problema (como disse o CEO da Apple, Tim Cook).

Sabendo disso, já que a Apple sabe qual é a fonte do problema, porque ela ainda não faz algo a respeito? É isso que os estudantes da Universidade de Stanford querem saber.

Através de um protesto realizado na University Avenue, o SSAAD (Stanford Students Against Addictive Devices) segurou placas e distribuiu panfletos alertando sobre o problema.

Os líderes dos grupo (Sanjay Kannan, Evan Sabri Eyuboglu, Cameron Ramos e Divyahans Gupta) são graduados em Ciência da Computação, que querem passar uma importante mensagem, não só para outros estudantes como também para o mundo.

Em seus panfletos, eles apontam que estudos revelaram que o vício em smartphones causa estresse, prejudica relacionamentos e sabota a produtividade.

O grupo alerta para o fato de que 69% dos adultos checam seus iPhones de hora em hora e 50% dos adolescentes admitem estar ‘viciados’ nos dispositivos:

As placas e panfletos cobram uma atitude da Apple para reduzir o vício, pois iPhones são considerados ‘a porta de entrada’ para serviços altamente viciantes, especificamente o Twitter e Facebook.

O SSAAD acredita que a Apple é capaz de ajudar a reduzir essa dependência, pois seu modelo de negócios não necessita dela para prosperar. Ao mesmo tempo, criticam a gigante de Cupertino por não desestimular esse comportamento.

Os estudantes sugerem que a Apple desenvolva relatórios de uso diários onde usuários poderiam acompanhar quanto tempo passaram fazendo determinadas atividades em seus portáteis.

Eles também pedem um melhor controle de notificações e um modo especial feito para para reduzir distrações, impedindo que donos de iPhone não ‘divaguem’ em atividades consideradas importantes.

Kannan acredita que apenas através de exigências a maçã começará a colocar em prática algo que é necessário, e que ela, através da popularização de seus produtos, ajudou a fomentar.

“Historicamente, a Apple tem sido responsável por popularizar novos recursos e fazer deles algo que todo consumidor espera.

O Face ID é um ótimo exemplo. Outras empresas fizeram algo similar antes, mas uma vez que a Apple fez, virou algo que todos temos que ter.”

Fonte: Tudocelular

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM

Atendimento OnLine
Enviar...