Devs do Linux Mint respondem às vulnerabilidades Meltdown e Spectre

Os desenvolvedores do Linux Mint publicaram uma declaração sobre as vulnerabilidades de segurança Meltdown e Spectre recentemente descobertas, informando os usuários sobre como manter seus PCs seguros. As falhas afetam bilhões de dispositivos que contam com um processador moderno da Intel, AMD, ARM ou Qualcomm. Para corrigir essas vulnerabilidades, OEMs e fornecedores de sistemas operacionais iniciaram uma batalha de dois meses e meio para redesenhar softwares e kernels.

Quase todos os sistemas operacionais conhecidos são afetados e todos os navegadores da Web. O Linux Mint é uma das distribuições Linux mais populares com milhões de usuários, mas ainda não foi corrigido contra Meltdown e Spectre porque ainda depende das atualizações do sistema operacional Ubuntu, da Canonical.

“Essas vulnerabilidades são críticas. Elas expõem todos os dados de memória presentes no computador para qualquer aplicativo executado localmente (incluindo scripts executados por seu navegador)”, diz Clement Lefebvre, líder do projeto Linux Mint. “Considere garantir o acesso aos seus dados importantes (sua conta de e-mail em particular) com autenticação de 2 fatores.”

Os desenvolvedores do Linux Mint afirmam estar lançando em breve patches para corrigir as vulnerabilidades nas séries Linux Mint 18.x e Linux Mint 17.x, mas, entretanto, pediram aos usuários que atualizem o navegador Mozilla Firefox para a versão 57.0.4 e o driver gráfico NVIDIA para a versão 384.111.

Eles também oferecem instruções para os navegadores Google Chrome, Chromium e Opera, além de recomendar que os usuários instalem as próximas atualizações microcode para QEMU e CPU, assim que estiverem disponíveis. Os usuários do LMDE (Linux Mint Debian Edition) já receberam um patch do kernel para Meltdown e Spectre.

Por isso, é importante que todos os usuários do LMDE instalem o kernel Linux 3.16.51-3+deb8u1 e que reiniciem seus sistemas. O restante dos usuários do Linux Mint terão que ficar de olho em seus repositórios de software nos próximos dias para novas versões do kernel do Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus), que a Canonical prometeu lançar em breve.

Enquanto isso, os desenvolvedores do Linux Mint continuam seus esforços na adição de novos recursos na próxima versão do sistemas operacional, a 19 (codinome “Tara”), que será baseada no Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver), e eles também estão se preparando para o lançamento do LMDE 3 ainda este ano.

Fique ligado para para mais novidades sobre o Linux Mint em breve e mantenha suas instalações atualizadas em todos o tempo todo!

Fonte: LinuxBuzz

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM

Atendimento OnLine
Enviar...