​Assassin’s Creed Unity não roda muito bem no PS4 e no Xbox One
Desde o lançamento de Assassin’s Creed Unity, na última terça, nós estamos nos deparando com várias reclamações sobre a performance do jogo nos consoles. O que vai abaixo neste texto é o que sabemos por experiência própria e pelo que outros jogadores estão relatando na internet.

Eu joguei uma boa parte da campanha no Xbox One e percebi que o frame-rate é meio decepcionante. A olho nu, parece que o frame-rate flutua em boa parte do jogo na casa dos 30fps, uma taxa que é considerada mínima pela maioria dos jogadores. Mas esse frame-rate cai bastante com certa frequência. Quando eu joguei online com uma conexão estável, as coisas pioraram.

Eu não joguei a versão de AC Unity para PS4, mas o Digital Foundry relata que o desempenho no console da Sony é ainda pior do que no Xbox One. Isso não é comum, uma vez que a maioria dos jogos rodam melhor no PlayStation 4. De qualquer forma, parece que Assassin’s Creed Unity não roda suavemente em nenhum console.

(A versão para PC depende muito da configuração do computador do jogador. Eu notei uma performance muito inconsistente no meu i7 4770k com placa de vídeo SLI GTX 770, mesmo com os mais recentes drivers da Nvidia. Mas outras pessoas relataram que não encontraram problemas).

Aqui está uma análise de frame-rate da Digital Foundry com os dois consoles registrando menos de 30fps em vários trechos do jogo, o que corrobora minhas impressões. O console da Sony roda Unity bem pior do que o console da Microsoft, caindo para a casa dos 20fps durante longos períodos:

Unity é o primeiro jogo third-party com gráficos tão intensos desenvolvidos unicamente para Xbox One e PS4. Ou seja, é o primeiro jogo multiplataforma AAA que pode se livrar das amarras da antiga geração e realmente nos mostrar o que esse novo hardware é capaz de fazer. É uma perspectiva animadora. Infelizmente, dessa vez nós tivemos uma lição que mostra que mesmo um dos maiores estúdios do mundo pode dar um passo maior do que a perna.

É uma pena porque, apesar de todas as falhas, Unity é um jogo muito belo. Em alguns momentos, ele é uma ótima vitrine que mostra o que os novos consoles podem trazer pra gente. Mas esses problemas técnicos são um lembrete que qualquer novo hardware vai ter problemas no começo de seu desenvolvimento, e nós provavelmente ainda vamos ter que sofrer algumas vezes até que os desenvolvedores acertem a mão nos consoles da nova geração.

Obviamente, é uma droga ver as pessoas comprando um jogo que pode não funcionar muito bem. Os jogadores de PC sempre podem ajustar suas configurações para achar um bom balanceamento gráfico que funcione. Mas donos de console sempre viveram com a promessa de que não precisariam se preocupar com esse tipo de problema. Inicie o jogo e ele simplesmente funciona. Assassin’s Creed Unity não consegue cumprir essa promessa, deixando os donos de consoles de mãos atadas, esperando apenas o lançamento de um patch que possa melhorar a performance do jogo.

Eu admito que esse tipo de problema me incomoda demais, e outras pessoas não se importam tanto. Meu chefe Stephen, por exemplo, não liga muito para quedas de frame-rates, e isso quase não foi citado em seu review do jogo. Ao longo dos últimos anos, eu me tornei aquele cara que se irrita todas as vezes que o frame-rate de um jogo cai de 60 para 59 por alguns segundos. Então essa constante flutuação de Unity realmente me atrapalha.

Mesmo assim, eu sinto que até o jogador que não faz ideia do que seja frame-rate vai conseguir perceber que a performance de Unity tem seus altos e baixos. É difícil explicar, mas a sensação que o jogo passa é de desconexão com o jogador, parece que ele sempre demora um pouco a responder aos botões apertados. Entre em uma luta de espadas em Shadow of Mordor e você vai perceber a diferença imediatamente. Um jogo está 100% responsivo, enquanto outro está ocupado demais processando os gráficos para responder imediatamente.

Não há dúvidas de que o Xbox One e o PlayStation 4 são capazes de rodar jogos incrivelmente belos. Tanto Infamous: Second Son, para PS4, quanto Sunset Overdrive, para Xbox One, são jogos de mundo aberto que rodam suavemente e tem gráficos incríveis. Então é possível que Unity tenha esses problemas como reflexo de um processo de desenvolvimento conturbado. Mesmo assim, é decepcionante ver que um dos jogos que teoricamente iria determinar o padrão para a nova geração chegue aos consoles cambaleando.

Fonte: Kotaku


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...