Arena Pernambuco e outros cinco estádios não terão Internet Wi-Fi na Copa
Seis estádios brasileiros não terão acesso wi-fi durante a Copa do Mundo: Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Natal, São Paulo e Recife. Segundo as operadoras, não houve acordo com as empresas que administram essas arenas, o que impossibilitou a instalação da infra-estrutura.
Por causa disso, os torcedores terão dificuldade para acessar a conexão móvel, já que o wi-fi é uma estratégia para desafogar o intenso tráfego de internet móvel, como 3G e 4G. A expectativa é que cerca de 50% do tráfego seja apenas para envio de imagens.
 
As informações foram divulgadas em um balanço do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), divulgado à imprensa nesta terça (3). Segundo as teles, o investimento total na cobertura de comunicação da Copa foi de R$ 226 milhões, o que dá cerca de R$ 18,83 milhões por estádio.
 
“Em alguns locais, por uma necessidade comercial ou política de determinada empresa ou grupo, algumas pessoas acreditaram que isso (wi-fi) deveria ser um ‘plus’ que deveria ser cobrado (das teles), mas que nós estávamos colocando gratuitamente (para os clientes das teles). Ainda temos oportunidade de oferecer a rede wi-fi para as seis arenas no futuro, mas para a Copa não vamos oferecer”, disse o presidente do SindiTelebrasil, Eduardo Levy.
 
As operadoras já tinham vindo à público para explicar que a burocracia das empresas que cuidam das arenas e da organização da Copa atrapalharam a instalação da infraestrutura de telecom. Lugares como Recife e São Paulo sofreram com a falta de tempo hábil para realização de testes. A Arena Pernambuco (Recife) recebeu 288 antenas de telefonia, 13 externas e 18 km de fibra óptica.
 
No caso da capital paulista, que abre o evento, o Itaquerão foi o último a ter o sistema de telecomunicações instalado, o que levou as empresas a priorizarem áreas internas para instalar as 337 antenas de telefonia e os 12 km de fibra óptica.
 
Salvador a melhor
 
A instalação de antenas para a chamada cobertura indoor de serviços de telefonia e conexão de internet móvel nos 12 estádios da Copa do Mundo foi maior na Arena Fonte Nova (Salvador). O estádio da capital baiana recebeu 598 antenas de telefonia e 151 de sinal de internet wi-fi, interligadas por 18 quilômetros de fibras ópticas – além de outras nove antenas externas.
 
O segundo estádio com melhor infraestrutura é o Mané Garrincha (Brasília), que recebeu 401 antenas de telefonia e 213 de wi-fi, além de 17 km de fibra óptica e 10 antenas externas. A Arena da Baixada (Curitiba) é o terceiro estádio com mais antenas de telefonia, com 365 unidades instaladas e 17 km de fibra óptica e nove antenas externas.
 
Fonte: Portal NE10

Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...