Apple diz que não passou dados de aparelhos de usuários ao FBI
A Apple informou ao site “All Things Digital” que não forneceu dados dos aparelhos de seus usuários ao FBI. Na última terça-feira (4), foi divulgada a informação de que um notebook do FBI teria sido invadido, vazando na internet informações de usuários da Apple. O FBI também já negou a informação.
 

“O FBI não pediu essa informação à Apple e a empresa não a forneceu ao FBI ou a outra qualquer organização”, disse a empresa, em comunicado. A companhia também anunciou que, em breve, deixará de usar os UDID (Unique Device Identifier, identificador único de dispositivo), dados que supostamente teriam sido vazados.
 
Entenda o caso
Na terça-feira, hackers que se identificam como membros dos coletivos Anonymous e AntiSec publicaram na internet uma lista que, supostamente, traria um milhão e um números UDID (Unique Device Identifier, identificador único de dispositivo) da Apple.
 
O UDID é um número que identifica unicamente cada aparelho com iOS e pode ser lido inclusive pelos aplicativos instalados no telefone ou tablet. Os hackers disseram que a informação teria sido obtida de um computador do FBI;
 
De acordo com os grupos, 12 milhões de números UDID teriam sido roubados de um notebook de um agente do FBI chamado Christopher Stangl. O computador de Stangl, disseram os hackers, teria sido invadido por meio de uma falha no Java e, na área de trabalho do policial, o arquivo “NCFTA_iOS_devices_intel.csv” teria sido encontrado e copiado pelos invasores. O arquivo teria 12.367.232 de UDIDs, e alguns deles ligados com endereços pessoais dos utilizadores, como nome, endereço físico, tipo de dispositivo (qual modelo do iPhone ou tablet) e números de telefone.

Fonte: G1


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...