📶 5G ainda nem chegou a nós, mas Samsung já está trabalhando na tecnologia 6G

Você está em 2019, aguardando a chegada do 5G aos celulares de última geração, mas a Samsung já está vivendo em 2029. Em rápida declaração dada à imprensa coreana, a empresa afirmou já estar trabalhando nos desenvolvimentos iniciais da tecnologia 6G a partir de um centro de pesquisa localizado na capital do país, Seul.

A fala é rápida e atribuída a um porta-voz pelo Korea Herald, mas mostra que a Samsung já está com um olhar no futuro antes mesmo da chegada do 5G, que ainda está em fase preliminar de implementação na maioria dos países do mundo. De acordo com a fabricante, um time de especialistas em telecomunicações já está debruçado sobre a próxima era e trabalha nas pesquisas iniciais da tecnologia.

Esse trabalho é feito no mesmo local onde, hoje, também acontecem os trabalhos relacionados ao próprio 5G, do qual a Samsung afirma que a equipe 6G é uma extensão, assim como os avanços da empresa coreana em inteligência artificial e robótica. E estes, também, são dois aspectos nos quais a nova geração de conexões móveis deve se apoiar para levar o mercado adiante.

Desde já, entretanto, fica difícil saber exatamente quais destaques de peso a tecnologia 6G vai trazer, uma vez que o 5G nem mesmo chegou. No mínimo, entretanto, ela deve trazer incrementos em termos de velocidade, latência e número de conexões simultâneas em relação ao novo padrão. O que o futuro reserva além disso, entretanto, ainda vamos ter de esperar alguns bons anos para sabermos.

Outro foco pode ser a frequência em si, além de uma melhor compatibilidade com redes legadas de forma a garantir uma transição mais rápida entre gerações. A expectativa mais otimista dos especialistas é de que os primeiros trabalhos efetivos com o 6G devam começar a aparecer apenas em 2024, com a rede dando as caras de forma comercial e pública apenas muitos anos depois.

Da mesma forma, pode demorar algum tempo para que a Samsung volte a falar publicamente sobre o assunto, enquanto os desenvolvimentos devem acontecer a portas fechadas e em parceria com organizações regulatórias. A ideia, além de garantir um pezinho na vanguarda como forma de gerar vantagem em relação às concorrentes, conta com participação no estabelecimento de padrões e sistemas para a tecnologia.

Fonte: CanalTech


Serviços
Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by SuaInternet.COM


Serviços

Atendimento OnLine
Enviar...